quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Eu, robô - Isaac Asimov

Um dia estava numa biblioteca, fazendo meio que um trabalho voluntário, quando me deparei com um livro todo metalizado: 'Eu, robô', era o título. Olhei pro livro e anotei mentalmente o nome paara pegar nas férias. Eu já tinha ouvido falar do filme 'Eu, robô', com o Will Smith, mas não tinah assistido, então pensei: 'Vou ler o livro antes de ver o filme'.
Então, no meu uúltimo dia de "voluntariado" na biblioteca, peguei alguns livros, desntre os quais 'Eu, robô', de Isaac Asimov. Passado 1 mês do começo das férias resolvi começar a ler o livro de Asimov. É excelente. O prefácio é ótimo e as histórias são facinantes.
O livro foi lançado em 1950 e se passa no futuro, mas agora, mais de 50 anos após o lançamento do livro, não é o futuro e sim quase o presente, já que se passa nos anos 2.000. O assunto do livro é a evolução da robótica, que é contada através de 9 histórias:
1. Robbie
2. Brincando de pique
3. Razão
4. Pegue aquele coelho!
5. Mentiroso!
6. Pequeno robô perdido
7. Fuga!
8. Prova
9. Conflito inevitável

No livro, Asimov descreve as Três Leis da Robótica, usadas até por outros autores. As Leis são gravadas nos robôs, de maneira que eles não podem desrespeitá-las, trazendo segurança ao ser humano. As Três Leis da Robótica são:

*Primeira Lei: um robô não pode ferir um ser humano ou, através da inação, permitir que o ser humano seja ferido.

*Segunda Lei: um robô deve obedecer às ordens dadas por seres humanos exceto se tais leis ordens entrarem em conflito com a Primeira Lei.

*Terceira Lei: um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou a Segunda Lei.
Em todas as histórias as leis da robótica são essenciais.
Agora só me resta ver o filme. Espero que vocês façam o mesmo, depoi, é claro, de terem lido o livro...
________________________
22/01
Há exatamente 1 ano atrás faleceu Heath Leadger, ator australiano que interpretou o Coringa em Batman - O Cavaleiro das Trevas, entre tantos outros personagens.

Nenhum comentário: