domingo, 8 de fevereiro de 2009

Doce de figo

A garota adorava o doce de figo que a mãe fazia, sempre gostou e fazia questão de ajudar sua mãe a fazer: ajudava a colher os figos, ajudava a lavá-los e a fazer a cruzinha na parte maior do figo para que entrasse o caldo. Sempre via a mãe terminar de fazer o doce mas nunca olhava o conteúdo da panela,ela era muito pequena e a mãe não gostava que ela se aproximasse muito do fogão, com medo que ela se machucasse.

Mas a garota cresceu e finalmente pode ver a mãe terminando de fazer o doce. A mãe colocou água junto com os figos na panela e em seguida o açúcar, uma grande quantidade que chegou a formar um monte branco na panela. A garota fcou tão fascinada com aquilo que não prestou atenção quando a mãe disse que ela tinha que mexer, em vez disso ela ficou observando o pequeno monte de açúcar.

Era fascinante olhar para o açúcar se derretendo aos poucos, com a àgua que aos poucos esquentava. A garota olhou tanto para o monte de açúcar que por um momento teve a sensação de estar observando um monte de neve, um monte não, uma montanha gigantesca de neve no meio de um deserto gelado e branco.

Enquanto a garota observava, aos poucos o açúcar ia derretendo e desaparecendo na panela. Mas ela não ligava que em poucos instantes aquele fenômeno terminasse porque ela aproveitava cada segundo imaginando que aquele açúcar que se derretia na água com o calor da chama do fogão era a sua montanha de neve, apenas sua, que ninguém mais conheceria ou poderia visitar. Apenas ela sabia da existência daquela montanha que em poucos segundos não existiria mais mas que ela guardaria na sua mémoria para sempre, como uma lembrança da infância...

______________________________________________

Desculpem se o assunto não foi dos melhores, mas era um desafio que eu tinha me dado. Num livro de um cronisca da região existe algumas crônicas com assuntos curiosos, tais como ovo frito e o sofá, mas que, apesar do assunto não parecerem interessantes renderam belas crônicas. Então um dia, fazendo doce de figo (um dos meus favoritos) observei atentamente o açúcar se derretendo e falei pra minha mãe, mais n brincadeira do que na seriedade, 'Isso poderia ser assunto de uma crônica', desde então ela tem me cobrado a bendita crônica. Será que ficou boa? me digam vocês, se não estiver eu vou ter que fazer uma melhor pra mostrar pra minha mãe...


Até um dia!

3 comentários:

A'ZaF disse...

haha bem legal cara...

(em off: qndo comecei a ler sobre o doce de figo, senti cheirinho do doce de jaca aqui em casa e fui lá comer hahaha..../nadaaver)

abraços

Manúh =* disse...

uia mt legal mesmo e tive vontade até de comer tbm *_*

bjO

Preocupe-se disse...

fomeeeee!!!!