sexta-feira, 3 de julho de 2009

Sobre amigos virtuais...

'Amizade é maior do que tudo, já diziam os antigos', é o que diz o Vera Loca. E é algo que concordo. Acho que ter amigos é essencial. Há uma velha discussão na qual muitos afirmam que os verdadeiros amigos são poucos. Concordo, em parte. Os melhores amigos são poucos. Acho que qualquer pessoa com a qual tu te divirta agindo naturalmente pode ser considerada amiga.
Digo isso pensando também nos amigos virtuais. Não posso dizer que algum deles é meu 'melhor amigo', mas amigo sim, por quê não? Não estou dizendo que toda pessoa com a qual eu converso via msn, orkut ou mesmo blog, eu acho de amiga. Não, mas chamo de amiga aquela pessoa com a qual a conversa flui natualmente, contendo troca de informações sobre um interesse comum e uma brincadeira tosca lá de vez em quando.´
Eis uma das razões pela qual acho mais interessante, de certa forma, a amizade virtual: o gosto comum. As pessoas com a qual tu se dá bem mais facilmente no mundo virtual, normalmente tem ao menos um gosto/opinião em comum. Na maioria das vezes porque tu encontra essa pessoa num fã-site ou numa simples comunidade do orkut. Na maioria das vezes, não em todas.
Penso eu que a forma mais fácil de se encontrar pessoas com interesse comum é o blog, já que na maioria das vezes, ninguém é completamente ativo em uma comunidade ou fã-site. Além do quê, tu só passa a acompanhar um blog quando tu te identifica com alguma coisa. Aí começa a troca de comentários, dicas de livros, de bandas, disso aqui e daquilo lá.
O fato mais maluco da amizade virtual é que tu passa a falar naturalmente com uma pessoa, como se a conhecesse, e, às vezes, quando tu chega a conclusão de que não a conhece, parece eu tudo é irreal, que a tu pode tá crindo uma imagem completamente distorcida da pessoa ou então não ter mais certeza se tudo que tu diz não pode ter um significado diferente para a outra pessoa.
Certo, isso talvez esteja ficando meio sem nexo. De qualquer forma, tudo que tenho a dizer, é que não só sou a favor como também estou cheia de amigos virtuais, aqui no RS mesmo, lá no Maranhão, no Rio Grande do Norte, no Pará, em São Paulo e sabe-se lá mais onde. Assim como os reais, com os virtuais também tenho assuntos mais específicos: troca-troca de bandas, de livros, ou mesmo nenhum assunto específico, apenas troca de opiniões sobre isso e aquilo.
Não sei se consegui me expressar muito bem, talvez uma coisa ou outra não tenha muito sentido, de qualquer forma, agora vai ficar assim. Tudo que tenho a dizer, meus amigos virtuais, é que, de alguma forma, vocês todos já são essenciais e fazem parte da minha vida. (certo, certo, podem chorar, isso foi muito emocionante...)
__________________________
Texto para Blorkutando

5 comentários:

Tailany Silva disse...

Eu dou o maior valor a amizades virtuais. :)

Luiza Padovezi disse...

qualquer forma de amizade vale a pena, independente do tipo, des de que faça bem para as duas partes =)

Erica Ferro disse...

Ana, tu é minha AMIGA VIRTUAL. ^^

Adoro-te. ♥

Mr. Blue disse...

Oooh! Eu sou seu amigo virtual?! Bom, sendo ou não, eu te considero minha amiga virtual!!

E também acho que a principal vantagem dos amigos virtuais é que você realmente vai direto ao ponto, conhece quem te interessa, quem tem os mesmos gostos que você. Fazer amigos no Orkut é uma dádiva do mundo moderno, embora eu nunca tenha experimentado levar para o plano físico.

Mas quanto aos amigos reais, acho que rola uma divisão mais séria. Com as pessoas que eu conheço no meu dia a dia, eu divido entre:

colegas (aqueles com quem vc tem uma certa afinidade, ve todo dia ou conversa sempre);

amigos (aqueles com quem vc tem uma certa afinidade apartir de um ponto ou mais bem desenvolvidos, alguma característica única ou múltiplas características que te fazem gostar de estar com aquela pessoa e se divertir com ela e um receio de perder o contato com essa pessoa na vida);

e os melhores amigos (aqueles com quem vc fala a merda que for, faz o que quer, chuta o cachorro, manda na empregada, abre a porta da geladeira, aqueles sujeitos com os quais vc tem todas as afinidades ou uma muito bem desenvolvida, uma pessoa que vc já conheça há tempos e ainda não perdeu contato ou não perdeu as caracteristicas em comum, e importante, alguem em quem vc confia o bastante para contar segredos, aflições ou tendências homicidas, megalomaníacas, psicóticas ou mesmo suicidas).

Ana Seerig disse...

Concordo contigo, Mr. Blue. E claro que te considero meu amigo virtual, ou tu acha que eu tava me referindo a quem quando falei no troca-troca de bandas???