quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Humanity - Scorpions

Eu pretendia escrever algo hoje, mas a preguiça e a súbita vontade de ir à cata de vídeo de Lúcia Luft (o talento incomparável ainda não reconhecido) e Hélio dos Passos (responsével pela vinda do Pânico a Caxias e pela bagunça que fizeram aqui no fim do ano passado), coisas próprias de quem não tem realmente o que fazer, me tiraram toda a capacidade de escrever hoje. Como eu ainda tenho algo na cabeça e sei que colocar um talento incompreendido como Lúcia Luft aqui não ia ser uma boa coisa, fui há cata de algo melhor. Optei por Scorpions que, pelo que fiquei sabendo há alguns dias, fará sua última turnê esse ano, a qual contará com uma passada no Brasil. Já postei essa música aqui no post que fiz sobre a banda, mas na época o YouTube não liberava o clipe, que desde então eu queria colocar aqui. Hoje encontrei o vídeo liberado. Uma baita música com um baita clipe.

Humanidade

Humanidade
Auf wiedersehen (despedida em alemão)
É tempo de dizer adeus
A festa acabou
O riso morreu
Um anjo chora

Humanidade
É au revoir (adeus em francês) pra sua insanidade
Você vendeu a sua alma para alimentar sua vaidade
Suas fantasias e mentiras

Você é uma gota na chuva
Apenas um número e não um nome
E você não vê isso
Você não acredita nisso
E no fim do dia
Você é uma agulha no palheiro
Você assinou e selou isso
Agora você têm que lidar com isso
Humanidade
Humanidade
Adeus
Adeus

Continue assim
Adiós amigo (adeus em espanhol) ai está o preço a se pagar
Por todos os jogos egoístas que você jogou
O mundo que você fez
Se foi

Você é uma gota na chuva
Apenas um número e não um nome
E você não vê isso
Você não acredita nisso
E no fim do dia
Você é uma agulha no feno
Você assinou e selou isso
Agora você têm que lidar com isso
Humanidade
Humanidade
Adeus
Adeus

Corra e se esconda, há fogo no céu
Fique aí dentro
A água vai subir e puxá-lo para baixo
Nos seus olhos eu observo o fim dos tempos
Nada pode nos mudar
Ninguém pode nos salvar de nós mesmos

Você é uma gota na chuva
Apenas um número e não um nome
E você não vê isso
Você não acredita nisso
E no fim do dia
Você é uma agulha no palheiro
Você assinou e selou isso
Agora você têm que lidar com isso
Humanidade
Humanidade
Humanidade
Adeus
Adeus
Adeus
Adeus

Ainda é tempo

4 comentários:

Allyne Araújo disse...

adorei!!! obrigada por lembra-me de scorpions.. confesso que fazia um tempinho q nos os ouvia, mas hein, vc nao e fraca nem um pouco em musica viu?! meus parabéns e continuem assim! beijao!

Juliano Todesco disse...

Olá Ana, gostei muito da temática do seu blog e admiro muito o dom e o talento que muitas pessoas assim como vc tem para escrever, estou t seguindo, convido-lhe a me seguir tb e seus comentários sejam eles positivos ou negativos sempre serão bem vindos, grande abraço e parabéns pelo blog.

Dayane Pereira disse...

Essa musica é linda! Eu amo! Uma das favoritas! Vou ouvi-la agoraa mesmo, bateu ate vontade!
//seguindo..

Mr. Blue disse...

Putz, eu adoro essa música, assim como um bom fã de scorpions tbm, q adoro outras mil músicas deles...

mas nunca tinha parado pra pensar na letra dela, agora lendo ela eu passei a curtir duas vezes mais essa musica... bacana!

falando neles, eles tao encerrando a carreira hein, ano que vem ou final desse ano vai t mais uma maratona de show deles por aqui, pq smp q eles veem aki, por gostarem, eles fazem show até em manaus...