sábado, 27 de fevereiro de 2010

Não

Será tão dificil entender o meu não? Não ache que a culpa é tua. Também não pense que estou interessada em outro. Tu sabes porque digo não, só não queres ver. Não temos nada que nos una. O que passou, passou, e há bastante tempo. O que aconteceu foi tão rápido, mas o suficiente para perceber o quão ridícula era nossa relação, praticamente infantil. Nunca realmente amamos um o outro, apesar de tudo, no fundo sempre fomos apenas amigos.
As pessoas me dizem 'Vocês fazem um belo par'. As pessoas me dizem 'Ele ainda gosta de ti'. As pessoas perguntam 'Por que não?'. É tudo tão simples, mas ninguém parece entender. Se tivessemos insistido, no que teria dado? Seriamos apenas mais um casal que, depois de muito tempo, já nem sabe porquê está junto. Melhor assim, continuamos bons amigos, com conversas sinceras demais em algumas horas, enquanto em outras conversamos como dois estranhos. Tu sabes que estou certa. Sabes que jamais daríamos certo.
Não, não ache que digo 'não' apenas pra ti. Assim como já não sinto nada por ti, se é que já senti algo, não sinto nada por outros que também escutam um não. Talvez haja alguém a quem dissesse sim, mas está perdido na gigantesca cidada, a quilômetros de distância, sem mal saber da minha existência. Então não se preocupe, estou sozinha e não te digo não por causa de outro. Não há sentido em ficarmos juntos apenas porque os outros insistem em dizer que formamos um belo par. Não há sentido porque não é outro sentimento entre nós que não seja um carinho especial entre amigos.
Odeio o fato de saber que andas por aí se lamentando por não ter dado valor. Não deu valor a quê? Não ficamos juntos por tempo suficiente para darmos valor a algo. Há muito que te digo não pelo simples fato de saber que não vai dar certo. O meu 'não' não destrói a tua vida. Aceite que não há razão para estarmos juntos. Aceite o fato de que todos só nos acham um belo casal por termos sido o primeiro da turma. Não há possibilidade de ficarmos juntos. Desista. Entenda que seremos apenas amigos, entenda e vá em frente. Não veja isso como um drama. Estou apenas dizendo o que tu não tens conragem de admitir. Supere qualquer coisa que tenhamos tido. Admita a verdade, assim poderemos sermos sinceros um com o outro e parar de nos magoar mutuamente.
___________________________
Sei que textos como esse não são comuns aqui no blog, até porque não tenho muito a escrever sobre isso, mas coisas como essa me cansam, e talvez aqui seja o único lugar onde eu não vá ouvir um 'Por que não, Ana?'.

8 comentários:

Allyne Araújo disse...

texto interessante ana.. gostei dessa explicaçao, por que mesmo ficar cm alguem so por ter que "prestar" serviço aos outros?! as vezes vale mais amizade do que outras coisas.. bjao! ate logo mais!

Juliano Todesco disse...

Super interessante, é legal te ter como seguidora, vou adorar seus comentários. Deixo aqui os parabéns pelo seu blog, é realmente muito criativo, sem falar nos posts que tratam de assuntos de grande importância. abração!

Natália disse...

"Infelizmente o tempo me mostrou que não temos mais nada a compartilhar um com o outro, os laços deixaram de existir."

Adorei teu texto! Beijo

Rubia Ness disse...

Impressão minha ou ha algo mais nas entrelinhas? bom, piração minha ou não, o texto está otimo como sempre!!

Ana Seerig disse...

É, há algo nas entrelinhas Rubs... =P
Pena que quem precisa ler isso não vai ler... Mas enfim, fica como um texto fictício já que acho que todo mundo tá considerando assim...

Maurício Kehrwald disse...

Seja lá quem for:

OWNED

Erica Ferro disse...

Muito sincero o texto!
Se foi fictício ou não, eu senti uma pontinha de realidade aí, e sei que não me engano.
Insistir em algo que ambos sabem que não vai dar certo, é o mesmo que atirar nos dois pés (que mania de exemplificar com negócio de 'atirar' não sei aonde, haha... com quem será que aprendi isso =P).
Não é porque dizem que vai dar certo, que o casal é bonito, que um quer muito, ama muito, que o outro, que não sente a mesma coisa, com a mesma intensidade e verdade, deve aceitar a continuar num relacionamento fracassado, fadado ao fim dos dois. Porque esse negócio de amor unilateral não funciona. Nunca funcionou e nem funcionará.

Fica-se ao lado de quem se ama verdadeiramente e se sabe que a coisa é recíproca.
Todo relacionamento precisa ter verdade para poder continuar 'caminhando' alegremente.

Muuuuuuito bom o texto, Ana.
Bem escrito, sincero e porreta!
Dá-lhe Ana Seerig, e muito!

Um beijo da @ericona muito doida, haha.

Mr. Blue disse...

"Não" é uma palavrinha cruel...

Mas quando há uma sinceridade por trás, um motivo tão justo quanto a preferencia pela amizade em detrimento de uma relação que leve a mais um casal vazio e ilustrativo, aí tudo bem, aí é justo para um homem ouvir um não, só dependerá dele o discernimento necessário para ponderar se ele prefere uma relação sincera de amizade ou uma relação falsa de casal...

Mais um ótimo texto, Ana!!!