domingo, 14 de fevereiro de 2010

'Tudo é tão relativo, pra sempre será relativo'*

Não sei se é falta de criatividade minha ao comentar em alguns blogs, mas a verdade é que, nesses últimos dias, muitos dos meus comentários tiveram a mesma conclusão: tudo depende do ponto de vista.
Alguém escreveu sobre sentimentos. Escapa-se da tristeza que por vezes nos domina e que parece incurável quando olha-se ao redor e descobre-se inúmeros motivos para sorrir. Damos tanto valor a algumas coisas que nos acontecem que esquecemos de todas as outras. Uma perda nos parece insuperável, até que aprende-se a não olhar a perda e sim todas as alegrias que se teve ao lado de quem se foi. É através das alegrias passadas e dos sonhos das futuras que aprendemos a suportar os momentos mais difíceis. Tais momentos nos parecem imensos no presente mas, quando vistos do futuro, nos parecem uma pequena lembrança ruim.
Já alguém preferiu falar do mundo. Há quem se ache imenso diante dos outros, enquanto outros se acham insignificantes, sendo que os dois tipos são um só quando vistos de longe: apenas mais um nesse planeta imenso. Há quem ache ser mais forte que tudo, só percebe que é o mais fraco de todos quando alguma ação da natureza ou mesmo dos homens o faz perder tudo que tinha. Por outro lado, há quem teme o mundo, mantem sua fé por medo do amanhã, interpretando qualquer perda como castigo, esquecendo-se que nada é pra sempre e que ocorrem mudanças até mesmo com as pessoas que estão em paz consigo mesmas. Quando olhamos para o mundo percebemos que somos apenas só mais um, não somos melhores nem piores que os outros, não merecemos nem os maiores elogios nem as piores críticas, devemos apenas viver de bem conosco e com o que nos cerca.
Teve alguém que olhou tudo pelo lado de um velho espelho. Tudo tranformara-se: o novo, virara velho, o inanimado criou vida. Por mais que pareça loucura, é bom olhar-se de fora, perceber qualidades e defeitos, perceber como os outros o percebem. Devemos aprender que nem sempre o ângulo pelo qual vemos as coisas é o certo. Às vezes vemos o pior, às vezes o melhor, ignorando um meio termo, fingindo não saber que existe defeitos na imensa felicidade, do mesmo modo que nem tudo é ruim nos nossos piores momentos. Tudo é relativo, relativo ao modo com o qual se vê.
O pior dos ângulos é aquele em que tenta-se descobrir o melhor para alguém sem parar para olhar pelos olhos dela. Nem tudo que é bom pra um, é bom para o outro. Nem tudo que é ruim para um, é ruim pro outro. Cada um tem seu modo de vida e seu modo de enxergá-la, porém todos devemos aprender a não olhar um único lado e sim perceber todos. É bom esquecer-se de si às vezes e olhar para o outro, do mesmo modo que é bom parar de olhar apenas os outros e cuidar um pouco de si. Nada de extremos, deve-se aprender a olhar tanto a si quanto o outro, é preciso aprender a encarar-se e encarar o mundo. Manter um único olhar, um único caminho é assumir o medo de arriscar.
____________________________
Frase da música 'Albert Einstein' da banda gaúcha Barata Oriental. (Vídeo) (Letra)

5 comentários:

Geraldo Pinho disse...

Ana,
Não se ache sem criatividade. Tudo depende sim do ponto de vista. Parabéns, você está crescendo e na direção certa. Talvez você não encontre todas as respostas, mas continue fazendo as perguntas. No final é a qualidade da reflexão que faz tudo valer a pena. Boa sorte!

Taw disse...

hum... muito interessante.

Hum... existem vários padrões... vários argumentos estabelecidos como verdades... vários axiomas para diversos "certos" e "errados" de diversos cotidianos...

Acho que deveríamos ao menos ter a consciência do que fazemos ou pensamos... independente se é "certo" ou "errado", se é "bonito" ou "feio"...

mas a realidade é que muitos seguem a "relatividade" de idéias e comportamentos de outros... apenas repetindo raciocínios, apenas repetindo comportamentos e idéias, bem como conceitos... nisso vejo muita pobreza.

é o que eu penso...

Allyne Araújo disse...

discussao interessatissima, as vezes nao e questao de criatividade, mas de perceber que tudo leva aos mesmo lugar, as frases ditas numa certa linhas, sao na verdade as mesmas de outras que esta apenas bagunçada, e engraçado isso, parece que ta tudo conectado... beijao!!!!!!! obrigada pela visita ao extase, passe sempre!!

Luiza Padovezi disse...

Ana!!
Vc sabe que nunca respondo comentarios, mas o seu tive que responder!! seus comentarios nao sao inutei de jeito nenhum! sao na verdade uma ajuda e tanto! pelo fato de vc ir sempre la e ler minhas aventuras ja eh muita coisa e suas palavras sempre me ajudam
e mesmo vc nao me conhecendo pessoalmente eu me sinto de certa forma proxima d vc!
obrigada mesmo
bjao

Natália disse...

Mas no fundo é assim mesmo, tudo depende do ângulo que vemos. Beijo