quinta-feira, 25 de agosto de 2011

As coisas mudam

E o bravo ficou só
O mundo tornara-se ridículo
Para nele se viver

Eles não dizem adeus
Os índios dizem "Vá em frente
e que os deuses te acompanhem"

Se hoje você perdeu
Amanhã você pode ganhar
As coisas mudam

Agora você não sabe
Depois poderá descobrir
As coisas mudam

Tem dias que chove muito
N'outro o sol despontará
As coisas mudam

Eles não dizem adeus
Os índios dizem "Fique em paz
e que os deuses te acompanhem"

Agora você está triste
Depois poderá rir disso
As coisas mudam

Hoje você tem saudades
Amanhã poderá se casar
As coisas mudam

Um dia você vai pro norte
N'outro você vai pro sul
As coisas mudam

Eles não dizem adeus
Os índios dizem "Até o outro sol
e que os deuses te acompanhem"

(Wander Wildner)



_______________________________________

Acho essa música encantadora em sua simplicidade. Quem me conhece sabe que sou adoradora das músicas de Wander Wildner, mas creio que essa é uma daquelas músicas que é impossível não admirar. Ou será que tô errada? Bom, se essa não agradar, desisto realmente de fazer as pessoas gostarem de Wander.

3 comentários:

Allyne Araújo disse...

Vc já me fez gostar do Wander... e esta letra é perfeita, mas o implicância do povo com ele, pelo que da pra perceber é pela voz que ele tem.. Agora as letras deles são boas, boas porque expressão o que ele sente, sem se preocupar se isso vai agradar ou não. bjoooo

Luna Sanchez disse...

Eu bem sei que tudo passa e tal, mas quem diz que consigo crer nisso no auge das crises de desespero?

oO

Um beijo, Ana.

VaneZa disse...

"Agora você está triste
Depois poderá rir disso
As coisas mudam"

Foi bom ler isso hoje... tava precisando lembrar dessa verdade óbvia... que de tão óbvia... a gente esquece.

BeijoZzz