terça-feira, 9 de agosto de 2011

Memórias de uma ex-estagiária de magistério

Depois de mil vezes ter respondido negativamente a pergunta de que eu não fazia parte de uma banda:

- Sério, profe, que tu não tem uma banda? Como não? Tu tinha que ter. Tu tá sempre com camisa de banda, sabe tudo e canta e dança. Tu devia montar uma banda, profe, sério mesmo!

Ignorem a parte do canta e dança. Meu aluno não sabia o que dizia.

_____________________________________________

- Profe, tu vai nos fazer gostar dessas músicas... Aí vai vim todo mundo com camisa do Raul Seixas.

É, minhas aulas de música foram o que tornaram meu estágio interessante... E olha que dei Raul a pedido deles mesmos.

____________________________________________

- Profe, tu é casada?
- Não.
- Tem namorado?
- Não.
- Mas por que tu não tem namorado?
- Não quero me incomodar com um.
Entra outra na conversa:
- É, né, profe, e depois eles dizem que são as mulheres que incomodam.
- Isso é história, são os homens que incomodam mesmo.

_____________________________________________

- Profe, não se irrite. Isso, isso, se acalma - a aluna que diz isso chega perto e começa a me acariciar. - Dá rugas, profe. Melhor assim, fica calminha, com a pele lisinha e nada de rugas.

_______________________________________________

- Profe, por que as gurias vão sempre em grupo no banheiro?
- Não sei.
Meia hora depois.
- Profe, tu ainda me deve uma resposta.
- Do quê?
- Por que as gurias vão sempre em grupo no banheiro?
- Não sei, isso é algo que os homens ainda não descobriram.
- Mas, profe, - e ele parece muito concentrado e preocupado com a questão - a senhora é umaa guria, certo? Então, quando tinha a idade delas fazia a mesma coisa, né? A pergunta é: por que a senhora fazia isso?
Minuto em que eu tô assimilando "Ah, é, sou uma guria!".
- Sinceramente, não sei. Mania.

Contando isso pro meu pai, ele disse: Tu devia ter falado a verdade: pra fofocar!

______________________________________________

Convido a titular pra minha formatura. Ela, na última semana, mostrou o convite aos alunos. Eis o que um me manda de recado:

- Diz pra profe que ela tá a musa maravilha. Não tem pra ninguém. Musa maravilha, não esquce, diz que ela tá a musa maravilha.

Então tá, né.


Ouvi outras pérolas, mas no momento só lembro destas.

Ah, e ontem foi meu dia lá no Gurias arretadas. Um post beem mais interessante e informativo sobre Grease do que o que tem aqui no blog.

9 comentários:

Pandora disse...

kkkkkkkkkkkk A tia é a musa maravilha mesmo!!! Tá vendo como no fundo a gente acaba gostando desses adoraveis monstrinhos!!!

Erica Ferro disse...

HAHAHAHA...
Musa maravilha, ui!

É, lendo essas pérolas, até que não parece tão ruim ser professora.

VaneZa disse...

Eu vou trabalhar de mau humor, puta da vida por ter que acordar cedo, me enfio com qualquer roupa e quando chego na escola ouço eles dizendo que estou linda, marvilhosa e... pasme... gostosa. Eu sei que eu saio de lá me sentindo a tal. rs

Beijozzz

Grazie Wecker disse...

Ana, ri demais alto aqui na loja lendo isso no intervalo do almoço hahahahahaha

Trabalhar com crianças deve ser mesmo muito massa

Luna Sanchez disse...

Mandou bem, hein, Dona Musa Maravilha!

=D

Beijos mil!

Family More disse...

esses teus alunos eram doidinho! kkkk

Nati disse...

"Profe, tu tá musa maravilha".

Adorei. Beijo

Gabriele Rohde disse...

Ah não! Quero ser sua aluna também, Musa Maravilha IAHSIUAHSIUAHSAS. Imagina que divertida deve ser sua aula :F
Tô voltando abigs! Escrevi um lixo de texto, então vou repostar uns do outro blog de vez em quando :D Beijo

Allyne Araújo disse...

te falei q não seria ruim, seria demais! o meu foi bem menor, mas nem um pouco menos emocionante.. Um fiz o meu com o melhor amigo da facu, aonde a gente ia os meninos perguntavam:"tio! o senhor e o namorado dela?!" srsrssrss.. bjooo