domingo, 18 de setembro de 2011

Buenas e me espalho (II)

Então, como o prometido, a segunda parte do post sobre gauchês: os ditos. Pensei em colocar a "tradução", mas é complicado, já que são frases de efeito, digamos assim. Vou colocar observações, se necessárias, certo? Vamos lá:

Bobagem é espirrar farofa.

Bueno como namoro no começo.

Calmo que nem água de poço.

Contente como cusco de cozinheira.

Devagar como enterro de a pé.

Esfarrapado que nem poncho* de gaudério.

Feia como mulher de cego.

Firme que nem prego na polenta.

Judiado** que nem filhote de passarinho em mão de piá.

Mais amontoado que uva em cacho.

Mais beijado que anel de bispo.

Mais bonita que laranja de amostra.

Mais comprido que esperança de pobre.

Mais comprido que suspiro em velório.

Mais conhecido que a reza do padre-nosso.

Mais curto que coice de porco.

Mais demorado que enterro de rico.

Mais difícil que nadar de poncho*.

Mais engraxado que telefone de açougueiro.

Mais enrolado que namoro de cobra.

Mais faceiro que cusco em dia de churrasco.

Mais faceiro que guri de bombacha*** nova.

Mais faceiro que mosca em tampa de xarope.

Mais fácil que andar pra frente.

Mais nervoso que gato em dia de faxina.

Mais perdido que anão em comício. (tirada de um dos maiores sucessos d'Os Serranos)

Mais perdido que cachorro em dia de mudança.

Mais perdido que cego em tiroteio.

Mais perdido que cusco em procissão.

Mais sério que defunto.

Mais sujo que pau de galinheiro.

Mais velho que o rascunho da Bíblia.

Me caiu os butiá do bolso.****

Saracoteando**** mais que bolacha em boca de véia.

______________________________________

*Poncho: o mesmo que pala, que é parte da vestimenta tradicional gaúcha.
**Judiado: machucado.
***Bombacha: outra peça do vestuário tradicional gaúcho.
****Essa seria uma expressão pra demonstrar uma surpresa imensa, demonstrando ter sido realmente surpreendido com a notícia recebida. Butiá é uma fruta e também o nome de um município gaúcho.
*****Saracotear: pular de um lado pra outro, não parar.
______________________________________

Essas são algumas, há outras tantas que o Google pode ajudar a localizar. As palavras que não estão explicadas com asterisco, podem ser encontradas no Buenas e me espalho (I).

4 comentários:

Pandora disse...

São ditos muito fofos!!! Alguns são comuns aqui em Recife tb, tipo "Mais perdido que cego em tiroteio" "Mais sujo que pau de galinheiro."

Amei!!!

Luísa Zanni disse...

Ah, que vontade de falar portunhol sem ser zuada...
Um dia 'inda moro no Sul! *-*

Olha, vou te falar que eu conheço muita gente que é mais beijada que mão de bispo. Vou anotar uns ditos no caderninho e sair usando por aí. Quem sabe não rola uma versão carioca de ditos sulistas?

Luna Sanchez disse...

"E só pra humilhar..."

Ahahahahaha

Delícia, Ana!

* Aquele negócio de "fazer cair o butiá do bolso" é regionalismo também? Lembrei mas não tenho certeza se é.

Beijos.

Carine Rodrigues disse...

Nossa guriaaaaaaa
Sou gaúcha, mas moro a 11 anos em Goiás...
eu adoro aqui, e nem sentia falta daí...
Mas depois de ver seu blog, me bateu uma saudade.... Vou ter que ir aí voltar as minhas origens! Abraços pra ti guria! Adorei seu trabalho de divulgação sobre os gaúchos!
Seja bem-vinda ao meu blog:
http://carinepensando.blogspot.com

Abraços!