quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Mais um gaúcho de Passo Fundo

Não sei se esse deixa o revólver falar se pisam no seu pala, mas a verdade é que o Yamandú Costa é conterrâneo do Teixeirinha, de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Quem é Yamandú Costa? O maior violonista dos tempos atuais, na minha opinião e de tantas outras pessoas espalhadas pelo mundo. Outro dos caras a quem devo a meu tio ter conhecido.
Semana passada tive a oportunidade de vê-lo tocar ao vivo, após muitas vezes ter me encantado com seus vídeos. É algo que vale realmente vale a pena e que acho que todo mundo, ao menos uma vez, deve ver. O Yamandú é aquilo que chamo de verdadeiro instrumentista, sabe o que faz com o violão, sente o que toca, transmite o que sente, em resumo, te encanta. Sem falar na simpatia incrível dele, que pode e merece ser vista na última entrevista dele pro Jô Soares. Bom, no palco ele é ainda mais simpático, se possível.
Já falei dele aqui em três posts: no de música instrumental, no sobre "O tempo e o vento" e, mais recentemente, naquele sobre o Borghettinho (que, aliás, vi de grátis aqui em Caxias, com orquestra e tudo), mas apenas de passagem. Hoje o post é todo pro Yamandú e, pra isso, cinco vídeos dele. Veja e tente não virar fã dele. Se conseguir, me avisa.
Como ficaria horas perdida no YouTube tentando escolher apenas cinco vídeos, vou pela seleção do site dele, pode ser? Vamos lá, então, chega de falação!

Pra começar bem e deixar todo mundo de boca aberta, "Choro loco", a música que ele disse no show ser dificílima de tocar, como se isso não fosse óbvio ou que todo o resto que ele toca seja fácil:


Ok, desisti de seguir os vídeos do site. Vou no YouTube pegar o código de incorporação e fico vendo outros vídeos. Resistirei a colocar dueto dele com o Borghetti (qualquer coisa, veja no post sobre ele, acima linkado) e colocarei aqui um com o Dominguinhos só pra variar, certo? "Fuga para o nordeste"


Voltemos à seleção do site. Já que falei na entrevista dele no Jô, eis aí uma música tocada lá: "El negro del blanco"


Pra se ter uma noção de como ele pode pouco: Yamandú e Orquestra de Paris.


Opa, já foi quatro? Última? Bem, impossível não ser esta: "Elodie". Por quê? Antes de tocá-la no show, ele disse: "Logo que conheci aquela que hoje é minha mulher, quando vim pro Brasil e ela ficou na França, eu compus uma música. Imagina uma música triste, mas triste MESMO, triste DE VERDADE! Pois é, é bem assim. Aí eu queria mostrar pra ela e um amigo chegou e disse: "Tchê, existe um negócio na internet com o qual tu pode mostrar pra ela. Chama Youtube." "Tu tem certeza, tchê? Chega mesmo até lá?" Ele me garantiu que sim, então gravamos ali em casa e eu achei que só ela ia ver. Tá uma gravação bem ruim mesmo, bem caseira, com cachorro passando e tudo mais." Pois tinha como não colocar "Elodie" na seleção depois dessa? Não! O triste é que não achei a tal gravação no Youtube, então vai outra (se alguém encontrar, me avise!), coisa simples, de show em Roma:


Ah, mas tem um negócio importante. Elodie, esposa do Yamandú, que também deu entrevista pro Jô esse ano (que vale ser vista), é violinista! Que outro modo melhor posso encontrar pra terminar esse post, ignorando a minha extrapolação de meta de vídeos, que seja diferente de um vídeo desse talentoso casal tocando junto?


E aí, conseguiu não ficar de boca aberta vendo os vídeos?

8 comentários:

Pandora disse...

Desse jeito eu vou deixar de ser uma pessoa musicalizada e me tornar uma especialista!!! Que delicia... Amo, adoro, quero escutar mais sempre!!!

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

aah parece ser legal *-*
mesmo que este tipo de musica aqui na minha região, é bastante tradicionalista e eu não curto muito.

Tita disse...

Nossa, eu amo música e não tenho o mínimo talento musical (tristeza), então fico fascinada quando vejo um artista tão incrível quanto o Yamandú! Ele não é um artista regionalista, ele é universal. Estava assistindo noutro dia um violonista austríaco. O cara tocava super bem, mas faltava essa paixão que a gente vê no Yamandú, que nos hipnotiza!
Amei o post, estou recém no segundo vídeo, mas se esperar minha conexão permitir ver todos só vou postar comentário amanhã e não aguento, tenho q te agradecer, Ana! Muito bom!

Leandro Cruz disse...

muito bom, gostei das musicas, já tinha ouvido meu primo falar desse cara.
to te seguindo.
http://inked-coffee.blogspot.com/

Luna Sanchez disse...

Esse artista é incrível, toca com o corpo inteiro e com a alma nua, é de arrepiar.

Que delícia encontrar o Yamandú aqui, Ana!

=D

Beijo pra ti.

Christian V. Louis disse...

Não é em nada meu estilo musical, contanto, sei reconhecer um talento e este é realmente um grande talento. E penso que talento não se faz, nasce-se com ele.
Há muitos esforçados, mas os que tocam com a alma tal como este artista, são os de talento nato.
Gostei do seu post, admiro os que tem orgulho de suas próprias raízes.

Allyne Araújo disse...

ele toca com o coração! meu Deus, esta Elodie, a música, é de tirar o folego!!! o estilo dele é complicado, ele dedilha ao mesmo tempo em que toca, isto é taleto nato! obrigada Nana, eu adorei!!!!! bjoooo

Milena F. disse...

Realmente ele é muito talentoso! Tive a oportunidade de assistir a alguns shows dele quando morava em Porto Alegre!!!