domingo, 18 de março de 2012

Escola da vida

Aprendi...
Que ninguém pensa igual...
Que podemos nos decepcionar até com os nossos melhores amigos...
Que serei sempre criticada...
 Que ninguém reage da mesma maneira...
Que não fazer nada pode ser a melhor atitude em um momento de crise...
Que nada sairá perfeito sempre...
Que reconhecer nossos atos é fundamental...
Que a maneira de falarmos magoa...
Que às vezes devemos nos omitir...
Que o medo é o nosso pior inimigo...
Que analisar friamente uma situação é a melhor saída...
Que noites de insônia causam olheiras horríveis...
Que pontos de vistas diferentes podem nos levar a mudar de opinião...
Que amigos são raros e devemos dar valor...
Que não olhar onde pisamos nos leva a queda...
Que mau humor pega...
Que sorrisos podem alegrar vidas...
Que conhecemos as pessoas por suas atitudes, não pelo que dizem...
Que arrogância não nos leva a lugar algum...
Que a idade não está relacionada diretamente com a maturidade...
Aprendi tantas coisas e sei que tenho muito mais a aprender. Por vezes até duvido se aprendi certo, quando certas coisas parecem virar do avesso. De qualquer modo, sigo da melhor forma que posso, buscando aplicar as coisas que aprendo e esperando que o mundo compreenda isso. Não sou perfeita, mas quem é? Queria que o mundo entendesse que faço o que posso, mas que não posso fazer tudo como e quando quero. Adoraria poder. Mas o desafio de viver é esse, não é? Encarar o dia seguinte, reconhecendo os erros passados e mantendo-se bem espiritualmente... Ah, mas é essa a fórmula que me falta aprender: a paz interior. Se faço o que devo e o que esperam de mim com toda a minha dedicação, por que ainda não encontrei a tranquilidade? É, talvez seja isso que mais sinto falta de aprender: o caminho para o sossego.

(Ana Seerig e Rebeca Postigo)
___________________________________
Depois de muito dizermos "vamos fazer uma parceria", eu e a Becks finalmente fizemos uma. Quase que por acaso. Espero que façamos mais disso, tal como espero que tenham gostado. 

9 comentários:

Pandora disse...

Por acaso não, acho que essa parceria ocorreu no tempo certo!!! Ficou linda Ana, com o vigor tipico de sua escrita e a delicadeza tipica da escrita da Barbara!!! Gostei!!!

Ana Seerig disse...

Disse "por acaso" no sentido de não programado, natural. Obviamente, no momento certo, do contrário, não sairia parceria ou sairia algo fraco. Bárbara?? A Bárbara é Babs. Essa é a Becks, a Rebeca. Confusão perdoada, ambas são do GA.

Erica Ferro disse...

Eu gostei dessa parceria, moçoilas. Por mais clichê que possa parecer, viver é isso mesmo: aprender.
E, por mais que aprendamos, sempre há aquelas perguntas aparentemente sem respostas, perguntas que nos tiram o sossego por longos minutos, dias e/ou semanas. Mas a vida é assim mesmo. Aprendamos a lidar com o desassossego também.

Pandora disse...

De fato, troquei, mas é que realmente são tantas Gurias que a gente troca!!! Sabe que em minha memória afetiva, vcs são uma família só, como naquele livro de Louisa May Alcott!!! #Lindas

Babi Farias disse...

Fico imaginando quem escreveu cada parte e pra quem lhes conhece até arriscaria deduzir, mas deixemos quieto. A parceria ficou show! E a lição que o texto transmite melhor ainda. :)

VaneZa disse...

Ficou lindo! E vcs já aprenderam isso tudo mesmo? Tão novinhas assim? Que orgulho!

BeijoZZZ

Dama de Cinzas disse...

Muito do que você aprendeu eu aprendi também. Aliás tem que ter alguma coisa boa com o passar dos anos, além de rugas, flacidez e doenças. Conforme os anos passam a gente pega o jeito de viver. Claro que nunca aprendemos tudo, mas fica mais suave lidar com as coisas.

Beijocas

Allyne Araújo disse...

Semana passada ouvi uma frase bem interessante, que era :.." a gente nunca sabe de nada, apenas acha que sabe". Acho que a vida é um grande aprendizado, e todas as crises de anti paz nos fortalecem,bem como colecionar aprendizados nos tornam mais preparados para enfrentar o mundo. Mas a paz interior é algo raro.. costumo acreditar que é para poucos. Lindo texto o de vcs! adorei mesmo!!! bjooooo

Jeniffer Yara disse...

"De qualquer modo, sigo da melhor forma que posso, buscando aplicar as coisas que aprendo e esperando que o mundo compreenda isso." - É exatamente eu aí nesse trecho, e em todo o texto na verdade, por que penso assim também. Ótima parceria, me identifiquei e muito com esse post, também preciso encontrar minha paz interior, só não sei como.

Beijos e feliz dia do blogueiro *O*